Música do Império

by Epic Church

supported by
/
  • Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

     €2 EUR  or more

     

1.
01:00
2.
3.
01:55
4.
01:46
5.
6.
7.
8.
9.

about

This EP has electronic versions for compositions only from the time when Brazil was an Empire (1822-1899)

BUY THE PHYSICAL ALBUM (PAYPAL):
www.goo.gl/nT3jbO

COMPRE O CD DE MÚSICA (PAYPAL)
(baixo custo e baixa taxa de importação dos EUA)
www.goo.gl/nT3jbO

BUY THE PHYSICAL ALBUM (CREDIT CARD):
www.goo.gl/ufgpNx

COMPRE O CD DE MÚSICA (CARTÃO DE CRÉDITO)
(baixo custo e baixa taxa de importação dos EUA)
www.goo.gl/nT3jbO

credits

released May 5, 2016

tags

license

all rights reserved

about

Epic Church São Paulo, Brazil

Epic Church is meant to blend faith and reason, tradition and technology, reality and fiction, resulting in songs full of gothic, medieval and electronic influences.

BUY PHYSICAL CDS:
goo.gl/nT3jbO

contact / help

Contact Epic Church

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: Hino do Império do Brasil
1
Já podeis da Pátria filhos
Ver contente a Mãe gentil;
Já raiou a Liberdade
No Horizonte do Brasil
Já raiou a Liberdade
Já raiou a Liberdade
No Horizonte do Brasil
Refrão
Brava Gente Brasileira
Longe vá, temor servil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
2
Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil,
Houve Mão mais poderosa,
Zombou deles o Brasil.
Houve Mão mais poderosa
Houve Mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil.
(Refrão)
3
O Real Herdeiro Augusto
Conhecendo o engano vil,
Em despeito dos Tiranos
Quis ficar no seu Brasil.
Em despeito dos Tiranos
Em despeito dos Tiranos
Quis ficar no seu Brasil.
(Refrão)
4
Ressoavam sombras tristes
Da cruel Guerra Civil,
Mas fugiram apressadas
Vendo o Anjo do Brasil.
Mas fugiram apressadas
Mas fugiram apressadas
Vendo o Anjo do Brasil.
(Refrão)
5
Mal soou na serra ao longe
Nosso grito varonil;
Nos imensos ombros logo
A cabeça ergue o Brasil.
Nos imensos ombros logo
Nos imensos ombros logo
A cabeça ergue o Brasil.
(Refrão)
6
Filhos clama, caros filhos,
E depois de afrontas mil,
Que a vingar a negra injúria
Vem chamar-vos o Brasil.
Que a vingar a negra injúria
Que a vingar a negra injúria
Vem chamar-vos o Brasil.
(Refrão)
7
Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil:
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.
Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.
(Refrão)
8
Mostra Pedro a vossa fronte
Alma intrépida e viril:
Tende nele o Digno Chefe
Deste Império do Brasil.
Tende nele o Digno Chefe
Tende nele o Digno Chefe
Deste Império do Brasil.
(Refrão)
9
Parabéns, oh Brasileiros,
Já com garbo varonil
Do Universo entre as Nações
Resplandece a do Brasil.
Do Universo entre as Nações
Do Universo entre as Nações
Resplandece a do Brasil.
(Refrão)
Track Name: Lua Branca
Oh, lua branca de fulgores e de encanto
Se é verdade que ao amor tu dás abrigo
Vem tirar dos olhos meus o pranto

Ai, vem matar essa paixão que anda comigo
Oh, por quem és desce do céu, oh lua branca
Essa amargura do meu peito, oh, vem, arranca

Dá-me o luar de tua compaixão
Oh, vem, por Deus, iluminar meu coração
E quantas vezes lá no céu me aparecias

A brilhar em noite calma e constelada
E em tua luz então me surpreendias
Ajoelhado junto aos pés da minha amada

E ela a chorar, a soluçar, cheia de pejo
Vinha em seus lábios me ofertar um doce beijo
Ela partiu, me abandonou assim
Ó, lua branca, por quem és, tem dó de mim
Track Name: O Baile Na Flor
Lyrics by Castro Alves

Que belas as margens
do rio possante,
Que ao largo espumante
campêa sem par!

Ali das bromélias
nas flores douradas
Há silfos e fadas,
que fazem seu lar...

E, em lindos cardumes,
Subtis vagalumes
Acendem os lumes
P'ra o baile na flor.

E então nas arcadas
Das petálas doiradas,
Os grilos em festa
Começam na orquesta
Febris a tocar.

E as breves
Falenas
Vão leves,
Serenas,

Em bando
Girando,
Valsando,
Voando
No ar!